5 Passos Para Diminuir a Ansiedade

Provavelmente todos nós em algum momento das nossas vidas já experimentámos algumas das desagradáveis sensações da ansiedade, que as vezes vem como batimento cardíaco acelerado, respiração fica superficial e difícil, suor nas mãos, tensão muscular, nó no estômago, palavras confusas essas e outras diversas formas.
Talvez você já tenha experimentado pensamentos rápido quando está diante uma ameaça ou um desafio que julga não conseguir enfrentar ou suportar.
Nessa situação parecemos ficar bloqueados, incapazes de concentrarmos em outras tarefas e geralmente pensando apenas em uma opção ruim.
A ansiedade já é considerada um dos males do século, mas é possível aprender a lidar com ela.
Confira abaixo os 5 passos que separei para diminuir a ansiedade no dia a dia.

Passo 1
Crie mais opções, reavalie as possibilidades.
A pessoa fica preocupada com aquilo que teme, ou julga não conseguir lidar. Na grande maioria das vezes os futuros cenários negativos são projeções que a própria pessoa faz, levando apenas em consideração resultados ruins, o que só por si aumenta ainda mais o estado ansioso.
Reavalie a situação e crie uma lista de tudo de bom e ruim que pode acontecer e para cada resultado ruim, crie uma solução para esse problema. Caso não consiga pensar em outras opções pergunte para pessoas que já passaram por situações parecidas e tiveram bons resultados.

Passo 2
Respire e respire.
Quando respiramos fundo, conseguirmos relaxar os músculos começamos a acalmar, diminuímos a tensão, promovendo sensações de leveza, descontração, tranquilidade e aumentamos a clareza de pensamento. É uma prática, aos poucos, este exercício vai se tornando automático em situações ansiosas.
Sempre que você se sentir perdido, confuso ou frustrado, aumente o foco da sua atenção na respiração. O importante é a qualidade da consciência que você traz para o momento. Um momento de atenção plena, fazer uma respiração consciente estando verdadeiramente presente, sentido todo seu corpo, pode ser trazer vários de benefícios.

Passo 3
Aceite seus limites
É claro que gostaríamos sempre de “dar conta de tudo”, mas nem sempre isso é possível. Pedir ajuda ou admitir que não consegue fazer algo não é motivo para vergonha, afinal você é uma pessoa só. É importante lembrar que nem tudo depende só de nós, é preciso aprender a lidar com frustrações e saber que não é possível ter controle de tudo ao nosso redor.

Passo 4
Se ocupe com coisas que você tem controle.
A única coisa sobre a qual você tem controle é sobre como reaje às situações que estão dando errado (que estão acontecendo). E não sobre o que pode dar errado ou sobre o que outras pessoas fazem ou decidem.
Só temos controle sobre as nossas ações, escolhas e reações. Podemos sentar e chorar, afogar as mágoas, mas nada pode mudar depois disso. Deixar todas essas emoções enterradas e ignoradas, pode dar uma falsa ilusão que o problema sumiu, mas aos poucos você vai perceber que nada mudou e você está na mesma situação.
Com isso, reservar algum tempo do dia para você e ser capaz de ouvir suas reais necessidades pode contribuir diretamente para o controle da ansiedade.
Atenção ao que você pensa, pois isso terá impacto direto no seu humor. Avalie suas ideias, com pensamentos mais leves, você perceberá o mundo de outra forma e isso lhe ajudará a sorrir mais. O riso, o sorriso faz bem para a cura emocional, relaxa e diminui a ansiedade.

Passo 5
Cuide do seu corpo e da sua mente
Praticar exercícios físicos ajuda a liberar endorfinas, o “hormônio do prazer”, que promovem relaxamento e sensação de bem-estar. Além disso, podem melhorar a sua qualidade de vida em todos os sentidos.
Na correria diária, é comum deixarmos de lado uma boa noite de sono. Sem o devido descanso, porém, o corpo e a mente ficam mais propensos a episódios de nervosismo e o risco de ansiedade pode crescer consideravelmente.

Agora que você já viu como diminuir a ansiedade com atitudes simples no dia a dia, é hora de adotar os novos hábitos. Relaxe, respire e viva melhor!

Head Trainer Aline Ayumi – Ter Uma Vida Equilibrada

Se ficou alguma dúvida deixe suas dúvidas no comentário ou assista outros vídeos no meu Instagram e no Facebook