spot_imgspot_img

Preguiça de estudar?

Preguiça de estudar?

Como a autoestima influência nos estudos
Algumas crianças apresentam interesse por matérias relacionadas a exatas e outras preferem se dedicar a atividades artísticas, esportivas, etc. Mas frente às necessidades fundamentais de aprendizagem, o ler, o escrever, o contar, são às exigências sociais básicas, não há como escapar do ensino fundamental, mesmo também por que é obrigatória por lei.

Se a criança não tem problema de aprendizagem, por que não estuda?
Preguiça, má vontade, falta de responsabilidade, costumam ser as razões apontadas. Mas por detrás desse desinteresse aparente existe sim uma questão que precisa de cuidados: a falta de motivação pelo saber.

É normal as pessoas gostarem de ser elogiadas e apreciadas por sua inteligência e por serem bem sucedidas. E uma parte expressiva desses casos onde as crianças parecem indiferentes ao sucesso escolar, se deve a atitudes e exemplos que elas têm dentro de casa, da falta de informações sobre o que se espera dela e o quanto é importante para a família e para ela própria o bom aproveitamento escolar. Crianças não desenvolvem a autoestima necessária para desejar sempre alcançar o sucesso, se não sabem o que devem fazer quando fracassam e são criticadas ou castigadas continuamente por isso.

Crianças desmotivadas apresentam comportamentos de frustração, ansiedade e desorganização, pois o insucesso constitui um processo paralisante: todos sabemos que após duas ou três experiências desastrosas, as pessoas saudáveis procuram se resguardar, evitando um novo contato desagradável e penoso com aquilo que gerou o fracasso.
Crianças e jovens com alguma dificuldade real de aprendizagem, muitas vezes, também são acusados de “preguiçosos” e é frequente notarmos na avaliação psicopedagógica as consequências calamitosas que essa situação gera no seu desenvolvimento afetivo e intelectual.

Conversar frequentemente com o filho e com seus professores sobre seu desempenho escolar é um primeiro passo na tentativa de prevenir e até resolver esses impasses, de verificar causas e planejar soluções. Mas se a situação se agravar e persistir, um profissional especializado em psicopedagogia deve ser consultado, pelo bem estar e crescimento saudável da criança e do jovem.
Seu filho ou filha apresenta desinteresse pelos estudos?
Entre em contato para ter mais informações de como ajuda-los.

Priscila Oliveira - Super Kids
Psicopedagoga que comanda a SUPER KIDS. Alfabetização e aulas de português. Treinamento das habilidades cognitivas e socioemocionais, como memória, concentração, foco, atenção, autoestima e criatividade; essenciais para melhorar resultados escolares, com uma metodologia lúdica e inovadora.
- Publicidade -

Assuntos Relacionados

Destaque Lojas e Serviços

Leia Também

- Publicidade -

Instagram

- Publicidade -